Este é um blogue deslumbrado. Pelas cores, pelas texturas, pelas formas, pelos recortes, pelos pequenos tesouros. Tão deslumbrado que tem uma voz. Pode ser a voz das cores.

12/11/2017

monotonia outonal

não na cor

não na textura

 não na pele (pois não?)

 mas no verso um aveludado

por falar nisso: envelheceremos juntos?


fotografias tiradas ao descer do sol, hoje, numa serra beirã, neste outono que está triste, está triste.

03/09/2017

à beira do fim do verão, veremos chegar um belo outono

 junto à piscina da casa abandonada onde o outono já começou, na horizontal 

 e na vertical (a piscina tem água podre)

 e também de branco e verde como se fosse casar com a esperança (a piscina tem água podre e peixes)

e rãs, a piscina também tem rãs

(a casa não tem portas nem janelas, tem nome, o nome de uma mulher triste; a construção ficou a meio, mas a piscina está pronta e é casa - ao menos ela - de certa fauna)

27/06/2017

concurso de beleza

 ton sur ton sur ton
(mon coeur a une seule couleur)

 je suis la plus belle à cause du soleil: il habite mon coeur 
(et le violet, il va bien dans l'ensemble)

 moi je suis prête pour l'automne 
(pour les jours et les nuits: regardez l'étoile ici) 

oui, oui, trés joli, mais chez moi les animaux peuvent manger et profiter d'une belle décoration!
(oui, bien sûr, des petits animaux - je devrais garder ma beauté)

fotos tiradas antes de começar a chover perto de Wolvega na Holanda e neste vinte e sete de um junho triste